Novidades

Sua propriedade rural pode ter mais lucro. Entenda quais são os 6 passos que te ajudarão nessa missão.

sua-propriedade-rural-pode-ter-mais-lucros

Quem não vive do campo, costuma imaginar que apenas os grandes fazendeiros conseguem se manter nessa área. Mas, a realidade é bem diferente. De acordo com o último Censo Agropecuário feito pelo IBGE, quase 50% dos produtores rurais do país possuem terras com menos de 10 alqueires.
Isso significa que a maior parte das pessoas que vive da agricultura e da pecuária no Brasil é formada por pequenos produtores que, mesmo com uma área limitada de atuação, conseguem maximizar seus lucros e ganhos.
Quer saber como eles fazem isso e começar a ter mais lucro na sua propriedade rural? Continue a leitura e veja as dicas importantes que separamos!

1- Invista no manejo integrado

O manejo integrado é uma ótima maneira de reduzir os custos da sua produção, já que consiste, basicamente, em reaproveitar as “sobras” de uma cultura em outra.
Por exemplo, a cama dos pintinhos pode ser usada na dieta dos ovinos, o esterco dos suínos pode ser reaproveitado como alimento para galinhas no ciscódromo, o esterco líquido pode ser armazenado em um pequeno tanque no qual o chorume é drenado e a parte sólida (cheia de grãos e sobras de ração) pode ser usada como base do larvário, e assim por diante.

2- Agregue mais valor com a verticalização

A verticalização consiste em dominar todas as etapas de produção, como o plantio, a colheita, a transformação e o beneficiamento dos produtos, a embalagem e a venda para o consumidor final.
Por exemplo, se você é um produtor de gado leiteiro, poderá também investir na produção de requeijão, queijos, doce de leite e outros produtos que podem ser vendidos direto na sede da fazenda ou ainda entregues para os revendedores locais, como minimercados, vendas, restaurantes locais e outros.
Essa ideia pode ser usada por inúmeros produtores rurais. Quem planta cana-de-açúcar, pode comercializar o caldo em eventos agrícolas da região, entregar o produto em domicilio e tantas outras opções.
Se você investe na multicultura, vale a pena pensar em dois ou três setores mais lucrativos e trabalhar com a verticalização, aumentando seus lucros e sua possibilidade de atuação, tratando direto com o consumidor final e aumentando o seu poder de venda.

3- Diversifique a sua produção

A não ser para aqueles produtores que encontraram um nicho altamente rentável, investir na multicultura pode ser uma ótima saída para maximizar seus lucros. Para isso, você pode contar com um mix de culturas simples (como frutas e hortaliças), além de animais como aves e suínos – que costumam ser bastante rentáveis.
Ficar de olho nas novidades do mercado e nas novas tecnologias de manejo também são dicas importantes, como é o caso da hidroponia e do cultivo orgânico – mercados que têm crescido na demanda e também na exigência de qualidade por parte dos consumidores finais, além de serem itens com valor acrescido superior.

4- Trabalhe com associações de produtores

Um produtor rural precisa lidar com inúmeros custos que podem impactar diretamente na sua produção e no seu lucro. Embora alguns sejam impossíveis de controlar (como é o caso dos impostos), outros podem ser reduzidos com as associações de produtores.
As rações para os animais, por exemplo, são itens fundamentais em qualquer sítio ou fazenda, mas que consome uma boa parte do orçamento do produtor. Uma ótima saída é se unir a outros produtores próximos e fazer uma compra maior de ração, negociando com o fornecedor preços mais atrativos.
Essa mesma ideia pode ser usada para a venda dos produtos. Se você produz sozinho doce de leite e requeijão, por exemplo, pode ser difícil conseguir negociar os valores com os revendedores. Mas se você se juntar a outros produtores e fundarem uma cooperativa será mais fácil aumentar a produção e brigar por valores mais justos, além de entrar com força em mercados mais competitivos.

5- Invista no turismo rural

Não são poucos os exemplos dos produtores que abriram as portas das suas propriedades aos turistas e estão lucrando bastante. Para se ter uma ideia da força desse setor, entre 2014 e 2015, o turismo rural registrou um aumento de público de 35%, estando presente em quase todos os estados do país, sendo uma alternativa para a agricultura ou um complemento a ela em diversas propriedades familiares.
O turismo rural agrega todas as atividades turísticas que são realizadas no campo e que possuem um compromisso com a produtividade, agregando valor aos produtos e serviços que você oferece. Ou seja, esse tipo de turismo é capaz de resgatar a valorização da vida no campo, promovendo a valorização da sua produção e também dos hábitos culturais do local em que a propriedade está inserida.
Mas, antes de abrir a sua propriedade aos visitantes é preciso se estruturar, criando um restaurante de comidas típicas, que use como matéria-prima o que a propriedade produz, por exemplo, oferecendo a venda e a degustação dos itens feitos no local e levando os visitantes para conhecerem, de forma segura, a sua produção, além de outros serviços como passeios a cavalo, trilhas, etc.
Para um bom planejamento de turismo rural não é importante o tamanho da sua terra, mas sim como você é capaz de aproveitá-la.

6- Tenha um software de gestão

A tecnologia é uma aliada importante quando o assunto é maximizar os lucros da sua propriedade rural. Um bom programa de gestão permite que você tenha sempre a mão dados atualizados que podem melhorar o seu manejo, calcular todos os custos envolvidos (como os custos de produção, de transporte, de insumos, entre outros) e ter dados precisos para facilitar as suas tomadas de decisão.
Se você notou que está precisando reduzir custos, como poderá decidir em quais áreas deverá cortar os investimentos, se não possui dados precisos relacionados à sua produção, aos custos envolvidos e tantas outras variáveis?
Contar com várias planilhas e depender apenas da sua memória para administrar e gerir sua propriedade pode não ser formas mais interessantes de torná-la mais eficiente e rentável. Antes de escolher pelo software, contudo, busque por aquele que mais se adeque a realidade da sua propriedade e que esteja de acordo com as suas prioridades, necessidades e com a sua rotina.
Com essas dicas, ficou mais fácil otimizar seus lucros e tornar a sua propriedade rural ainda mais competitiva? Se você ainda tem alguma dúvida sobre esse assunto, deixe um comentário pra gente!